Trabalhadores dos Correios iniciam greve; empresa diz que serviços estão normais

Os trabalhadores dos Correios entraram em greve na noite de ontem (19), com adesão de 28 dos 31 sindicatos vinculados à Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect). É a segunda greve realizada este ano.

Os estados que não aderiram ao movimento (Acre, Rondônia e Roraima) têm assembleias previstas até amanhã (21) e a perspectiva da Fentect é que eles participem da paralisação.
De acordo com os Correios, a paralisação é parcial e não afeta os serviços da empresa. “Até o momento, todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento paredista, estão abertas e todos os serviços estão disponíveis”, informou nota enviada pela empresa.

Nos locais onde houve paralisação, a empresa já colocou em prática o Plano de Continuidade de Negócios, de forma a “minimizar os impactos à população”. Ainda por meio de nota, os Correios informam que a greve está concentrada na área de distribuição e que um levantamento parcial feito na manhã de hoje (20) indicou que 93,17% do efetivo total da empresa está presente e trabalhando – o que, segundo os Correios, corresponde a 101.161 empregados.

O processo de negociação entre empresa e trabalhadores já dura cerca de 50 dias, segundo a Fentect, que reivindica reajustes salariais de 8%. “Até agora a empresa não apresentou nenhuma proposta no âmbito econômico. O único retorno que temos está relacionado à retirada de direitos como assistência médica, indenizações por acidente de trabalho e suspensão de férias", disse à Agência Brasil a diretora de Comunicação da Fentect, Suzy Cristiny. Ela esclareceu que a empresa só está autorizando as férias quando está perto de elas se tornarem compulsórias, "em geral no 23º mês trabalhado”.

Nas negociações, foi aventada a possibilidade de instaurar um banco de horas, em que a jornada poderia variar conforme a demanda de trabalho. A proposta desagrada aos trabalhadores "porque, além de resultar no não pagamento de horas extras, provocará situações como a dispensa de trabalhadores em horários de menor movimentação para, depois, serem cobradas as reposições", avaliou Suzy.

A empresa, no entanto, nega ter proposto o corte dos benefícios e disse que o que está em jogo é um processo de negociação. De acordo com a assessoria de imprensa, os Correios apresentaram uma proposta de manter o último acordo coletivo vigente até o final do ano. A data-base é de agosto mas, segundo a empresa, como é nesse período que as do acordo coletivo se acentuam, não caberia, em sua opinião, qualquer tipo de paralisação até se esgotar a prorrogação.

A Fentect avalia que o prolongamento das negociações pode favorecer a privatização da empresa. “Querem favorecer uma paralisação para jogar a população contra os trabalhadores dos Correios, por conta da piora do serviço prestado. Com isso, em um segundo momento, querem criar um cenário favorável à privatização da estatal”, argumentou a dirigente da Fentect.

A estatal tem alegado prejuízos financeiros (de R$ 2,1 bilhões em 2015 e de R$ 2 bilhões no ano passado) para promover ajustes. No ano passado, foi anunciado um plano de demissão voluntária e o fechamento de agências para reduzir os gastos. O governo estuda mudanças no modelo de negócios da empresa, que podem envolver a privatização, abertura de capital ou manutenção do sistema atual, mas com quebra de monopólio.

Para Suzy, esse déficit seria provocado por meio de alterações contábeis ou de rubricas. Ela cita como exemplo os gastos previstos para o pagamento de previdência complementar e plano de saúde de aposentados. “Há o prazo de cerca de 20 anos para o pagamento de cerca de R$ 8 bilhões com esses gastos. Para forçar esse déficit, eles contabilizam esses valores como se tivessem de ser pagos em cinco anos, entre 2014 e 2019. O pior é que, caso a empresa seja privatizada, não haverá a obrigatoriedade de usar esses recursos para este fim”, disse Suzy.

A assessoria dos Correios afirma que a análise da Fentect "não procede". “O que está sendo feito é uma tentativa de revitalizar a empresa para, dessa forma, evitar a privatização”, diz a nota.

AgênciaBrasil*


Prefeito Jessé Freitas assinou contrato com empresa que irá construir ginásio de esportes

O Prefeito de nossa Riacho de Santana, Jessé Freitas, assinou hoje(20) pela manhã, contrato junto a empresa que irá construir o ginásio de esportes no município.

O extrato do referido contrato e demais publicações da licitação serão agora protocolados na Caixa Econômica Federal para que seja emitida por parte da mesma, a autorização de inicio de obras.

O convênio é com o Ministério do Esporte através de emenda parlamentar do Deputado Federal Walter Alves.


Prefeitura de nossa Riacho de Santana conclui obra de reestruturação da caixa d'água do Sítio Pau D'arco

A prefeitura municipal de nossa Riacho de Santana com recursos próprios, concluiu a poucos dias os serviços de reestruturação da caixa d’água do Sitio Pau D’arco e que agora estando em estado de uso 100%, será novamente entregue a comunidade. 
                     

O prefeito Jessé Freitas esteve em Brasília buscando parceria para perfuração de poços para que possa contemplar a comunidade do Pau D’arco e enfim voltar a abastecer a caixa d’água que é o reservatória que abastece a comunidade em grande maioria.




Pesquisa mostra Temer com a pior aprovação da série histórica

O presidente Michel Temer (PMDB) registrou a pior aprovação pessoal e de governo da série histórica da pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta terça-feira, 19, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Do ponto de vista de avaliação de governo, a série histórica da pesquisa começou a ser registrada pela CNT em julho de 1998, durante o segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. De lá para cá, Temer é o presidente da República com a pior avaliação.

Segundo os dados do levantamento, a avaliação negativa do peemedebista alcançou 75,6% neste mês de setembro. Até então, o pior desempenho era da ex-presidente Dilma Rousseff, que teve índice de 70,9% em julho de 2015.

Temer também é dono do pior desempenho pessoal da história, avaliação que começou a ser medida em 2001. Isso porque 84,5% desaprovam o desempenho do presidente, segundo dados deste último mês de setembro.

A 134.ª pesquisa CNT/MDA foi realizada entre os dias 13 e 16 de setembro. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 unidades federativas, das cinco regiões. A margem de erro é 2,2 pontos porcentuais, com 95% de nível de confiança.

LULA
Se as eleições presidenciais fossem hoje, num eventual segundo turno, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva venceria em todos os cenários, de acordo com a pesquisa. De acordo com o levantamento, o adversário mais competitivo em 2018 seria o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Nesse cenário, Lula venceria com 40,5% contra 28,5% do parlamentar.

O percentual de Bolsonaro é próximo, contudo, do conquistado por Marina Silva (Rede), a segunda adversária mais competitiva diante de Lula. Ela ficaria com 25,8% ante 38,9% do petista. Marina apresentou uma queda, contudo, em relação ao último levantamento. Em fevereiro, ela tinha 27,4% contra 38,9% do petista, num eventual segundo turno.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), seria o candidato mais competitivo do PSDB, à frente do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Doria teria 25,2% contra 41,6% das intenções de voto de Lula. Já Alckmin alcança 23,2% da preferência contra 40,6% do petista.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) tem o pior desempenho contra Lula, entre os possíveis candidatos tucanos. O mineiro atinge 14,8% na pesquisa contra 41,8% do candidato do PT. Esses valores têm como base a intenção de voto estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados.

Estadão*


Chá do Ricardo










CLIQUE AQUI E VISUALIZE TODAS AS FOTOS

Governo do RN entrega armas e equipamentos para as forças de segurança

O governador Robinson Faria fez a entrega oficial, nesta sexta-feira (15), de diversos equipamentos que irão auxiliar as forças de segurança do Rio Grande do Norte no combate ao crime organizado.

São 173 armas – entre pistolas, carabinas e espingardas - 16.820 munições e 1.260 equipamentos distribuídos entre Polícia Militar Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar. O investimento foi possível através de uma parceria do Governo do RN com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

“É mais uma conquista para a Segurança Pública do Rio Grande do Norte diante de uma série de ações que temos feito, como diversas prisões de quadrilhas nos últimos dias. Nosso governo não vai recuar no combate ao crime”, afirmou o governador Robinson Faria.

A secretária Sheila Freitas também destacou a importância da chegada de novos equipamentos para as forças de segurança. “Nossos policiais agora têm mais armas e equipamentos para o enfrentamento ao crime organizado, para realizar um trabalho ainda mais eficaz”.

O governador ainda parabenizou a atuação dos agentes de segurança pública estaduais. “Os nossos policiais não têm medido esforços para defender a nossa população. Tem existido uma cumplicidade muito grande para o combate ao crime e o empenho demonstrado por todos tem é digno de agradecimento”.


Restituição do quarto lote do Imposto de Renda está disponível a partir de hoje

O crédito bancário para os contribuintes contemplados no quarto lote do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2017 está disponível a partir de hoje (15). O lote contempla 2,257 milhões de contribuintes, totalizando a liberação de mais de R$ 2,7 bilhões.

Também foram liberadas restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2016. No total dos lotes, foi liberado crédito bancário para 2,357 milhões de contribuintes. Do total de R$ 3 bilhões, R$ 179,180 milhões referem-se a depósitos para contribuintes com preferência para receber: 40.429 idosos e 5.026 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá procurar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento, por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte pode acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone (146). Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, que facilita a consulta às declarações do IRPF e à situação cadastral no CPF. Com ele, será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre a liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

AgênciaBrasil*


Incubadora do IFRN em Pau dos Ferros seleciona ideias com potencial inovador

A Direção Geral do Campus Pau dos Ferros do IFRN publicou o EDITAL Nº 15/2017-DG/PF/IFRN, que regulamenta a seleção de ideias com potencial inovador para a Incubadora de Tecnologia e Inovação em Processamento de Alimentos e Serviços, a ITIPAS.

Ao todo, são 7 vagas, sendo 4 para o Hotel de Projeto da Itipas e 3 para incubação. Destas 3, duas são para modalidades empresas residentes e uma não-residentes.

INSCRIÇÕES
As inscrições devem ser feitas no período de 18 de setembro a 2 de outubro de 2017, das terças às sextas-feiras, das 8h às 12h e das 14h às 17h, na Sede da Itipas, localizada à sala 112, no bloco anexo.

SELEÇÃO
A seleção é composta de duas etapas, ambas eliminatórias. A primeira consiste na submissão por escrito da ideia do negócio com base no modelo de plano descritivo em anexo do edital e triagem por parte do Comitê de Seleção. Os candidatos aprovados para a segunda etapa deverão providenciar apresentação oral da ideia do seu negócio ao Comitê de Seleção. A seleção levará em conta critérios embasados nos eixos: pessoal, tecnológico, capital, mercado e gestão.

Os empreendedores cujos projetos forem selecionados farão jus ao serviços disponibilizados pela incubadora como: sala de hotel de projetos, uso de laboratórios do Campus, acesso à Biblioteca. Serviços de apoio ao empreendimentos também estão contemplados aos projetos selecionados: capacitações técnicas, interações com outras instituições, apoio à participação em eventos.

A publicação do resultado está prevista para o dia 13 de outubro de 2017. Dúvidas e informações adicionais ao edital podem ser esclarecidas através do e-mail da Itipas: incubadora.pf@ifrn.edu.br ou diretamente na sede da Incubadora, no mesmo horário das inscrições. 

Acesse:


A INCUBADORA
A Incubadora de Tecnologia e Inovação em Processamento de Alimentos e Serviços (ITIPAS) induz o processo de criação e fortalecimento de empresas inovadoras ou start-ups, mediante a promoção de serviços especializados de apoio técnico e operacional, os quais facilitam a consolidação de ideias empreendedoras e empresas nascentes. A incubadora atua no sentido de minimizar o risco de falência das empresas nos primeiros anos de desenvolvimento dos seus produtos e/ou serviços e, em especial, durante a fase inicial de inserção no mercado concorrencial.

Para saber mais sobre a incubadora e suas empresas, acesse: PÁGINA DA ITIPAS.




RN faz no próximo sábado o Dia D da Campanha de Multivacinação

No próximo sábado (16) vai acontecer, em todos os postos de vacinação do Estado do Rio Grande do Norte, o Dia “D” de mobilização Nacional da Campanha de Multivacinação. O objetivo é a atualização da Caderneta da Criança e do Adolescente com até 14 anos, 11 meses e 29 dias de idade.

A Campanha, que teve início no dia 11 de setembro, se estenderá até o dia 22 e terá no dia “D” a oportunidade de intensificação de suas atividades, visto que muitos pais não podem levar seus filhos para se vacinar no meio da semana devido a seus compromissos. Para isso, as Unidades Básicas de Saúde irão funcionar das 8h às 17h.

A multivacinação é uma estratégia que o Programa Nacional de Imunização vem adotando desde 2012 com a finalidade de atualizar a situação vacinal da população, especificamente de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias). Nesta oportunidade são oferecidas 16 vacinas de rotina, a fim de melhorar a cobertura vacinal e otimizar a logística dos serviços de saúde.


“No Rio Grande do Norte as ações vem se intensificando, a fim de conscientizar a população da necessidade de manter a caderneta atualizada. A incidência das doenças imunopreveníveis mostra que mudanças importantes ocorreram no seu comportamento com o uso de vacinas e o avanço nas coberturas vacinais. Entretanto, as baixas coberturas vacinais podem contribuir para o aparecimento de doenças e requer a adoção de estratégias adicionais para o resgate e vacinação dos não vacinados”, afirma a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Sesap, Katiucia Roseli.

Mais da metade dos adultos brasileiros não chegam ao ensino médio, diz OCDE

Apesar de ter registrado avanços nos últimos anos, a educação no Brasil ainda apresenta dados insatisfatórios. É o que mostra o relatório Education at a Glance 2017 (Um olhar sobre a educação, em tradução livre), publicado hoje (12) pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O documento traz amplo panorama sobre a educação em mais de 45 países. - os 35 da OCDE e vários parceiros (Argentina, Brasil, China, Colômbia, Costa Rica, Índia, Indonésia, Lituânia, Federação Russa, Arábia Saudita e África do Sul). O Brasil, inclusive, já pleiteou sua adesão formal à OCDE (veja abaixo).

No cenário da educação brasileira, alguns dados chamam a atenção. Em 2015, mais da metade dos adultos, com idade entre 25 e 64 anos, não tinham acesso ao ensino médio e 17% da população sequer tinham concluído o ensino básico. Os números estão muito abaixo da média dos países da OCDE, que têm 22% de adultos que não chegaram ao ensino médio e 2% que não concluíram o básico.

O relatório, no entanto, mostra um avanço. Entre os adultos de 25 e 34 anos, o percentual de alunos que completou o ensino médio subiu de 53% em 2010 para 64% em 2015.

Considerando que o ensino médio brasileiro tem duração de 3 anos e deveria ser cumprido entre os 15 e os 17 anos de idade, o Brasil também apresenta taxas muito abaixo da média dos outros países analisados no relatório. Apenas 53% dos alunos de 15 anos estão matriculados no ensino médio. Entre os alunos de 16 anos, 67% estão matriculados no ensino médio e, entre os de 17 anos, 55%. Na média dos países da OCDE, pelo menos 90% dos alunos entre 15 e 17 estão no ensino médio.

Dos adolescentes brasileiros que têm acesso ao ensino médio, só a metade conclui os estudos em três anos. Se considerados cinco anos de estudo, com duas reprovações, a taxa sobre para 57%, mas permanece abaixo dos 75% de estudantes que concluem o ensino médio nos países que têm dados disponíveis.

No Brasil, entre os jovens de 18 anos, menos da metade cursa o ensino médio ou superior. A taxa para os países da OCDE é de 75% de alunos de 18 anos, na mesma situação.

Apesar de o Brasil já ter conseguido colocar praticamente todas as crianças de 5 e 6 anos na escola, a participação de crianças menores ainda está abaixo do esperado, segundo o relatório. Apenas 37% das crianças de 2 anos e 60% das de 3 anos estão na educação pré-escolar, dados inferiores aos das médias da OCDE que estão em 39% e 78%, respectivamente.

No Brasil, a Emenda Constitucional 59, de 2009, deu prazo para que até 2016 fosse garantida a matrícula escolar a todos os brasileiros com idade entre 4 e 17 anos. De acordo com a pesquisa, em 2015, 79% das crianças de 4 anos estavam na escola, menos do que 87% da média da OCDE, e abaixo de países como o Chile (86%), México (89%), a Argentina (81%) e Colômbia (81%).

AgênciaBrasil*

Festa de Nossa Senhora Aparecida no Sítio Pau D'arco em nossa Riacho de Santana - 02 a 12 de outubro


CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Petrobras eleva preço do botijão de gás em 12,2% nesta quarta-feira(06)

Além do aumento superior a 10% da gasolina nas refinarias e da alta de 2,5% no GLP industrial, a Petrobras acaba de anunciar nova elevação de preços. Desta vez, a estatal está subindo em 12,2% o preço do gás de botijão, o GLP residencial. A alta passa a valer nesta quarta-feira, dia 6.

Em nota, a estatal disse que o aumento é reflexo dos "estoques muito baixos e eventos extraordinários, como os impactos do furacão Harvey na maior região exportadora mundial de gás liquefeito de petróleo". Isso, diz a empresa, "têm tido influência significativa no comportamento dos preços do GLP no mercado internacional e o Gemp considera que este cenário deve ser considerado nos ajustes de preços do produto para uso residencial".

Mas a estatal diz que novas variações poderão ser aplicadas ainda em setembro. "A correção aplicada neste momento não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional. Uma nova avaliação do comportamento deste mercado será feita pelo Gemp em 21 de setembro".


A Petrobras disse que "a região de Houston (Texas) é a maior exportadora mundial de GLP, atendendo mercados importadores como Europa e Extremo Oriente". Com isso, os terminais da região foram impactados e permanecem fora de operação.

Em nota, o Sindigás, que representa as empresas do setor, disse que o reajuste oscilará entre 11,3% e 13,2%, de acordo com o polo de suprimento. "A correção aplicada não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional, com isso, o Sindigás calcula que o preço do produto destinado a embalagens até 13 quilos ficará 16,56% abaixo da paridade de importação, o que inibe investimentos privados em infraestrutura no setor de abastecimento", destacou o sindicato.


O sindicato se mostra preocupado com os aumentos do gás para a indústria e comércio. "Na avaliação do Sindigás, o aumento do GLP para embalagens que atendem o comércio e a indústria é preocupante, pois afasta ainda mais o preço interno dos valores praticados no mercado internacional, impactando justamente setores que precisam reduzir custos. Com o aumento de preços, o Sindigás calcula que o valor do produto destinado a embalagens maiores que 13 quilos ficará 39,94% acima da paridade de importação", destacou.

OGlobo*

Texto-base da PEC que acaba com coligações nas eleições proporcionais é aprovado

Depois de muitas discussões e o fechamento de um acordo para adiar para a próxima semana a votação dos destaques, a Câmara dos Deputados aprovou hoje (5) o texto principal da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 282/16, que trata de diversos pontos da reforma política. Dentre eles, está o que acaba com as coligações nas eleições proporcionais. O texto foi aprovado por 384 votos a favor e 16 contrários.

A votação dos destaques está marcada para ter início na próxima semana. Outro ponto considerado importante e também polêmico na PEC  é o que cria uma cláusula de desempenho para os partidos poderem acessar recursos do Fundo Partidário e o tempo de propaganda em rádio e TV.

AgênciaBrasil*


2º show da Comitiva de Rodeio Edmar Gadelha em nossa Riacho de Santana






















IBGE divulga estimativa populacional de nossa Riacho de Santana


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (30) no Diário Oficial da União a estimativa populacional de todos os municípios brasileiro.

Nossa Riacho de Santana conta com uma população estimada de 4.277 habitantes, o Rio Grande do Norte ultrapassou a barreira dos 3,5 milhões de habitantes. Apesar disso, estado apresentou uma dos menores crescimentos populacionais do país.

Entre todas as unidades federativas do Brasil, o estado tem a 17ª população, com um total de 3.507.003 habitantes. No Nordeste, ele fica na sexta colocação, atrás da Bahia (15.344.447), Pernambuco (9.473.266), Ceará (9.020.460), Maranhão (7.000.229) e Paraíba (4.025.558).

Junto com Alagoas, o RN teve crescimento de apenas 0,5% da população, entre 2016 e 2017. O aumento percentual só foi maior que o do Rio de Janeiro (0,32%) e Bahia (0,44%).

Ainda de acordo com o IBGE, Natal conta com 885.180 moradores e fica entre as 16 maiores capitais do país, à frente inclusive de capitais de estados mais populosos, como João Pessoa (PB) e Florianópolis (SC). Segundo maior município do RN, Mossoró chegou a 295.619 habitantes e Parnamirim, em terceiro, 254.709.

A data de referência para o levantamento é 1º de julho. De acordo com o IBGE, o Brasil tem 207.660.929 habitantes. Em 2016, a população do país era estimada em pouco mais de 206 milhões habitantes.

G1RN*


Escritor santanense José Sávio Lopes lança novo livro "DEZESSETE" na FINECAP


DEZESSETE tem como pano de fundo a Revolução de 1817, também conhecida por Revolução dos Padres, que proclamou a independência de parte do Nordeste e estabeleceu uma República.

O livro foca os acontecimentos do movimento na Vila de Portalegre, que na época agregava toda a zona oeste potiguar.

Por causa da Revolução, o Vigário de Pau dos Ferros — Padre Manoel Gonçalves da Fonte — foi acusado do crime de lesa-majestade e, correndo o risco de enforcamento, amargou três anos de prisão em Salvador.

Além do Padre Manoel Gonçalves, na galeria de tipos que animam a trama de DEZESSETE, destacam-se o escravo Mestre Antõe, um dos personagens mais enigmáticos da história, Bento Cavalcanti de Albuquerque Maranhão, aventureiro de família nobre pernambucana, Vicência, paixão falhada de Bento e o Coronel Florêncio Rêgo, típico representante do coronelismo tirânico que reinou no Nordeste.

Trata-se não apenas de uma incursão na tumultuosa e sangrenta história da luta pela emancipação política do Brasil-colônia contra o domínio lusitano, mas também de uma revisão dessa história, visto que o autor se vale de dezenas de fontes documentais que redimensionam os fatos daquele conflito.


O autor, José Sávio Lopes, integrante do IHGRN - Instituto Histórico Geográfico do Rio Grande do Norte, nascido em Riacho de Santana, é Engenheiro, Advogado e Professor Universitário. Segundo o escritor Valério Mesquita, que faz uma apresentação do livro, Sávio "costuma trazer à luz histórias que falam do povo simples do interior, mas cujos dramas empatam com os cosmopolitas, e muitas vezes os excedem. Por isso, ele foge ao estereótipo de escritor regionalista. Longe disso, prefere lançar mão da norma culta da língua, sem recair no outro polo, o do esnobismo. É que José Sávio é um exímio investigador das paixões humanas fatais, como a cobiça da carne e do dinheiro, como exibiu em seus dois romances anteriores “São Sebastião do Bexiga” e “Quem Matou Odilon Peixoto?”.”


1º show da Comitiva de Rodeio Edmar Gadelha em nossa Riacho de Santana